2

Desentendimento sobre a própria vida

tumblr_mtg5sjHI9g1qbl483o1_400

Ai você acorda e se sente assim, como se a vida estivesse dando rasteiras em você. Colocando o pé na frente para você cair. Tudo ao seu redor parece não estar dando certo. Você estuda e tem medo de que nada tenha andamento em sua vida, parece que você nunca vai conseguir atingir seus objetivos, e isso é muito doloroso. Acordar e olhar pela janela, ver que o dia está maravilhoso lá fora, só que ai dentro está tudo ruindo. “E o que fazer se nada dá certo, se tudo só piora cada vez mais? Me ajude aqui, eu não sei o que fazer!” Tudo anda mal e os sentimentos mais tristes envolvem teus pensamentos. E isso te faz cair, cair e apenas cair. As pessoas olham mas não percebem o quanto é ruim se sentir imprestável, é doloroso, machuca.
Você vê tudo dando certo na vida de todos e se pergunta se isso um dia vai acontecer com você, se alguma força do bem irá atingir você no universo. “Mas existem 7,2 bilhões de pessoas nesse mundo, e em outros mundos devem existir outras criaturas. Nossa. Eu vou morrer sem atenderem as minhas preces”. E para piorar, vão existir pessoas para fazer simplesmente uma coisa (estúpida): te colocar pra baixo. É difícil, é quase que impossível de se tolerar.

Você levanta da cama e coloca uma música que se parece com o que você sente e se mantém nessa, querendo que o sono chegue outra vez para que você não sinta isso novamente, afinal, dormindo não se sente nada.

Mas eu te digo o seguinte: você não está sozinho. As vezes você pode achar que esse tipo de coisa apenas acontece com você, mas mais da metade desses 7,2 bilhões de pessoas no mundo estão exatamente como você, se perguntando até se Deus existe e se ele poderia ajudar em uma coisa simples. E talvez ao seu redor não exista ninguém parecido com você em tal situação, mas é preciso se manter forte. Mesmo que tentem te impedir de sonhar, mesmo que nada ande nos conformes, mesmo que sua cabeça esteja cheia. Ainda há solução! Sempre haverá solução! Pode demorar, mas não perca a sua fé nunca. É difícil e árduo passar por situações que impedem que seu sorriso abra durante um dia inteiro, mas eu estou aqui para dizer, que por favor, não perca a sua fé, não desista de seus sonhos. Não deixe de lutar.
Eu sei que você vai conseguir, basta apenas ter fé em si mesmo, a vida nos prega peças, nos põe em um nível abaixo do chão. Mas um dia, eu sei que um dia, tudo terá um final bom, e cada pensamento ruim irá desaparecer.

A dor é grande, mas o gosto da conquista é maravilhoso.

Anúncios
0

Projeto: 365 days to change.

hrtjtykol

Há uns dias atrás, acordei e me deparei com o espelho depois de lavar o rosto. Não gostei do que vi. Sabe quando você passa toda a sua vida planejando cada passo que vai dar e um dia cai na real que o que você esteve fazendo o tempo todo foi retroceder? Depois de anos tentando mudar de alguma forma extraordinária, eu sinto como se o certo fosse agora mais do que nunca.

Acho que a maioria das pessoas sabem o que é se sentir inferior quando se trata de beleza, dinheiro e uma boa relação social. Eu cresci tentando mudar o que eu era, nunca me aceitei de qualquer forma. Sempre senti que se eu não fosse loira de cabelos lisos, olhos azuis e nariz bem fininho, eu não seria ninguém. Nunca tive as melhores roupas, porque meus pais nunca tiveram condições de comprar pra mim. Não sei se alguém sabe o que é chorar por ter apenas roupas de segunda mão, mas eu já fiz isso.

É óbvio que isso tudo não aconteceu recentemente, foi numa época bem no começo da minha adolescência. De qualquer forma, todo o tempo tenho a impressão de que esse sentimento me persegue, mesmo que eu tenha aceitado as minhas condições.

O porquê de eu estar falando isso? Porque acho que as pessoas provavelmente se identificarão com o projeto.

Como eu disse, é hora de mudar. Porém, eu tenho consciência de que mudanças não ocorrem de um dia para o outro. Por essa razão, acho mais do que justo dar 365 dias para que mudanças ocorram. Nunca consegui fazer algo sem incentivo das pessoas, e como a maior parte do tempo fico sozinha, decidi que eu tenho que incentivar a mim mesma.

O projeto vai ocorrer da seguinte forma: Criarei um novo Instagram e todos os dias postarei uma foto relacionada a algo diferente que quero mudar/aprender. Farei um padrão do tipo: Todo primeiro dia do mês, irei mostrar como vai a minha perda de peso, porque mudarei meu hábito alimentar; todo segundo dia do mês, postarei uma foto de um penteado de cabelo diferente que aprendi a fazer; todo décimo quinto dia do mês, irei fazer um vídeo cantando porque estou fazendo aulas de canto etc.

Ao fim do projeto, irei juntar todas as fotos e separá-las de acordo com os dias. De forma que, poderei compará-las e ver a evolução que ocorreu durante esse tempo.

Darei largada no projeto no dia 1 de abril (Dia da mentira, hahaha), e se todos quiserem participar, postarei a lista com cada Instagram para que todos se sigam e acompanhem o empenho um dos outros.

Irei fazer posts sobre o projeto duas vezes ao mês. Escrevendo sobre mim no primeiro post do mês, detalhando como vai a minha vida e o que anda mudando. E também, postando sobre algum leitor que está participando do projeto, saber o relato dele etc.

Bom, é isso. Qualquer dúvida, por favor, contate-nos e as cessarei.

Muito obrigada a todos! Xx

#365daystochange

icon_instagram icon_facebook icon_twitter AETUJHRIK

0

Medo de crescer

rstu6j

Ser pré-adulta não é nem um pouco fácil, ou você corre atrás, ou você corre atrás. Não se trata de todo mundo dizer que você está crescendo ou só porque você saiu do ensino médio. Trata-se de correr atrás de tudo, de estar fazendo algo, de estar estudando, procurando uma profissão, procurando algo para apenas poder se encaixar na sociedade de alguma forma.
E saber que está crescendo não é lá uma experiência tão boa assim. Você perde algumas coisas que querendo ou não, coisas que você não dava à mínima, que quando você era mais novo e achava brega ou reclamava, eram boas e lindas.
Aquela festinha de aniversário com todos os amiguinhos, presentes, abraços e beijos de pai e mãe – ou outros parentes-, dizer e ouvir “eu te amo”, não se preocupar com horário, comprarem suas roupas, ir ao parquinho, tirar foto com a família. Isso tudo um dia vai lhe fazer pensar “como eu queria voltar naquele tempo”. Você começa a ter medo de crescer.
Agora a vida é mais corrida do que você imaginava. Você come menos do que deveria ou até mais por estar ansiosa, você tem menos tempo pra você do que desejava, você dorme menos do que o seu corpo pede e isso mostra o que é o começo de uma vida adulta. As cobranças aumentam e não se pode fugir. Ter sempre que andar na linha com as coisas, caso contrário você as perde tão fácil que quando percebe, se dá conta do quanto bobeou e que nada vai voltar, que não existe a máquina do tempo para te levar ao passado e concertar tudo.  As pessoas vão gritar com você, dizer que você não faz nada direito, outros dirão “eu avisei” (frase que não ajuda nada e só faz você se sentir pior ainda). Você vai chorar como um bebê. Ou como outros, você vai guardar tudo para bem depois, quando estiver com cabeça completamente cheia, colocar tudo pra fora de alguma forma, ou simplesmente chorar tudo de uma vez.
Isso tudo é crescer, cada coisa vivida nos faz alguém. É saber que a vida muda e vai mudar, não importa o que você faça.
É levantar a cabeça e seguir em frente apesar de qualquer coisa que esteja vivendo. Seja da situação mais chatinha até o pior momento da sua vida.
Então não se assuste se sua vida começar a se tornar uma correria ou mudar estranhamente de uma hora para a outra, pois precisamos crescer algum dia. Mas nunca deixar de ter em seus corações as lembranças e a essência, sempre com humildade e orgulho do que você já foi, pois ainda sim isso dita quem você é. E isso ninguém poderá mudar.

icon_instagram icon_facebook icon_twitter 123hfcjm

0

+ Amor – Arrogância

large (1)

Um dos maiores problemas que vivemos nesse Brasil é a ignorância. As pessoas vão a lugares onde querem adquirir serviços como nas agências bancárias, ou vão a hospitais e são tratados como um nada. Fazem você andar de um lado para o outro, dizendo que vão resolver seus problemas com um tom de voz ríspido e um olhar seco, mas você passa horas no mesmo prédio.
Esperando uma simples solução, a intolerância e a falta de paciência do funcionário faz com que você perca seu tempo e volte para casa pior do que chegou, raramente com o problema resolvido.
A falta de amor é tão grande que as pessoas de preferência (idosos, deficientes, grávidas) ficam como você, sofrendo ainda mais. E o funcionário ainda responde virando as costas para você que “entende a sua situação”. Decepcionante ver um país que está se desenvolvendo cada vez mais, ter tanta falta de responsabilidade e organização para cuidar de casos simples.

Isso não é indignação pelo que vejo na tv ou estou sendo hipócrita por contar esse caso e ser a riquinha que tem tudo na mão, mas eu vivo e vivi exatamente isso. Eu amo ser brasileira, mas o meu país me faz sentir vergonha na maioria das vezes.

Palmas para esse Brasil de preconceituosos, arrogantes e sem coraçãoNão estamos em um país de todos, estamos em um país onde somente ricos conseguem o que querem com apenas um estalar de dedos.

icon_instagram icon_facebook icon_twitter 123hfcjm

0

Mudanças, mudanças e mudanças

large (1)

Não sou adepta a mudanças, sejam elas simples ou complexas. Sou aquele tipo de pessoa que quando chega o momento de deixar algo pra trás sempre deseja voltar no tempo e viver tudo novamente. E foi o que aconteceu quando chegou a hora de dar tchau para o Ensino Médio e partir para a faculdade.

Passei os três anos do Ensino Médio estudando praticamente com as mesmas pessoas, tendo praticamente os mesmos professores. E quando chegou o dia da formatura, a ficha caiu. O próximo ano não seria o mesmo. Eu teria novos colegas de classe, novos professores e um novo ambiente para estudar. Dai bateu aquela tristeza, aquela vontade de voltar ao primeiro dia de aula.

Agora com algumas semanas já estudando na faculdade, percebi que a mudança não foi tão ruim. Eu estudo o que gosto -adeus matemática, química e física. Claro, ainda sinto saudades de algumas pessoas que conheci na escola.

Mas a vida é isso! As vezes precisamos perder algo para ganhar outro. E no final só fica o que é importante, tipo: conhecimento, amigos, família, bons momentos, um amor…

O mais importante é aproveitar cada momento, conhecer pessoas e descobrir coisas novas. Então, vamos lá! Encarar as mudanças como uma novidade que apresenta mil e uma possibilidades de fazer algo novo. E mesmo que seja dolorido deixar algo para trás, sempre ter em mente que para se ter progresso é necessário mudanças.

icon_instagram icon_facebooktedhryj

0

Uma pré-adulta sonhadora

large-3

Crescer não é simples. Todas as fases em nossas vidas são passadas com um tipo de turbulência, seja ela relacionada a saúde, relacionamento, religião ou algo do tipo. Até agora, tenho visto que ser pré-adulta é a fase mais difícil de todas: É hora de tomar decisões, responsabilidades e formar definitivamente um caráter. Tem aquela pressão vindo de todos os lados possíveis. O pior é quando você não tem certeza do que quer fazer da vida – assim como eu – e fica totalmente aflito dia-após-dia. Sempre que me perguntam o que eu quero fazer de faculdade, certamente eu direi: “Não sei. Não faço ideia.” Desculpa, eu menti pra você. Na verdade, eu sei exatamente o que eu quero. Porém, sonhar é uma coisa, realizar é outra.

Desde os cinco anos – quando eu comecei a ler – que me apaixonei por escrita. Minha maior vontade é escrever, não há outra coisa que eu “ame” mais. Entretanto, não tenho tido inspiração, disposição e muito menos tempo para isso. Esse conjunto de fatores conspiram contra mim todo o tempo desde que comecei a trabalhar. Mesmo que pareça ser bobo, nada-maduro e ser tachado como perda de tempo, correr atrás dos meus sonhos não está na minha lista de desistências. Todo o dia, acordo com algo novo na cabeça e às vezes uma vontade de fazer algo que parece ser impossível. Sonhar é uma coisa linda! Eu admiro todas as pessoas que sonham. E sou uma sonhadora de carteirinha. Me dói ter que deixar meus sonhos de lado ou ver pessoas que não tem mais coragem de sonhar. Entendam: fé, atitude e perseverança fazem o mundo rodar.

icon_instagram icon_facebook icon_twitterAETUJHRIK

2

Primeiras vezes.

large

Talvez você deve ter olhado esse post e pensado algo bom ou algo ruim. Mas isso me segue desde quando eu me entendo por gente.
Aquele frio na barriga, mãos trêmulas, coração acelerado. Em todas as minhas primeiras vezes eu me sinto assim – como agora estou me sentindo por estar escrevendo pela primeira vez no blog, e este também sendo o primeiro post do blog – e isso me deixa muito decepcionada comigo mesma, porque acabo me atrapalhando de todas as formas imagináveis.
E estou com medo, pois vou começar um curso e fico pensando em como será meu primeiro dia de aula. Como vou ficar, se vou falar com alguém, se vão falar de mim, do meu cabelo (que é um cacheado bem volumoso, não passa despercebido), se alguém vai me olhar torto… Isso tudo me deixa muito aflita e ansiosa.
E por mais que eu tente agir normalmente, não dá! Ou eu vou deixar coisas caírem no chão, ou meu cabelo vai estar parecendo um ninho de passarinho (ok, isso já é normal), ou vou tropeçar na frente de todos.
Talvez até chegue atrasada por tanto medo de ir acabar cometendo um desses “erros” e todos vão olhar pra minha cara pensando “Que menina mais esquisita”.
Mas preciso dar passos e enfrentar medos, e se ficarmos parados nunca chegaremos ao nosso destino. Então ande! Dê todos os passos, corra, tropece, deixe suas coisas caírem (as pegue…ou as deixe se for preciso), sinta o frio na barriga, o medo.
Só não deixe de dar passos, porque com eles – acertando ou errando – crescemos e aprendemos a cada dia mais.

Seja bem vindo ao Tutorial de uma pré-adulta

icon_instagramicon_facebookicon_twitter
123hfcjm